Banco do Brasil  –  Agência: 0056-6  /  Conta: 96720-3    |    CNPJ: 54.370.697/0001-11

Voluntárias confeccionaram peças artesanais e doaram à instituição.

O Lar Franciscano de Menores de Piracicaba é a instituição beneficiada no ano 2016-2017 pelo projeto Saber Solidário, da ArcelorMittal e várias ações vêm sendo realizadas com o apoio do grupo e da própria instituição para angariar recursos e fortalecer ainda mais a gestão.

O Projeto Saber Solidário, implantado em 2012 pela ArcelorMittal, tem o objetivo de oferecer oportunidade de gestão eficaz por meio de orientação técnica especializada, visando melhorar a qualidade dos serviços de instituições sociais, a partir da correta utilização de recursos financeiros e sustentabilidade, com ética e transparência!

Coordenado pela ArcelorMittal, conta com a participação de instituições parceiras, como ESALQ-USP, Escola de Engenharia de Piracicaba, Central de Voluntários, Diretoria Regional de Assistência e Desenvolvimento Social do Estado (DRADS) e Fumep e os voluntários da ArcelorMittal, a empresa responsável por articular a rede de contatos e relacionamento entre estas organizações.

A cada dois anos uma instituição social é selecionada pelo comitê do Programa Pró-Voluntário, do qual o projeto faz parte.

O Lar Franciscano de Menores já realiza uma atividade artesanal, em que é confeccionada a imagem de São Francisco de Assis, com a participação de voluntárias da própria instituição. Mas, como a ArcelorMittal também conta com o Projeto Arte na Comunidade, em que mulheres das comunidades vizinhas confeccionam peças artesanais, estas foram convidadas e aceitaram o desafio de confeccionar as peças para doar à instituição e essas sejam vendidas para gerar mais renda à instituição.

A articulação das mulheres residentes no entorno gerou a participação de 41 voluntárias, sendo 36 moradoras nos quatro bairros do entorno, acompanhas por uma voluntária do Lar Franciscano de Menores e pela terapeuta ocupacional da entidade.

O Lar Franciscano de Menores é uma abrigo para crianças em situação de risco social, vítimas de maus-tratos, abuso sexual, negligência, entre outras, que por determinação judicial, passam a morar na instituição. Atualmente são atendidas 15 crianças/adolescentes.

Outras ações de melhoria da gestão estão previstas na instituição até o fim de 2017.

Categorias: DoaçõesVoluntariado

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *